[#VozesFemininas] Maria O’Neill (1873-1932)

Maria da Conceição Infante de Lacerda Pereira de Eça Custance O’Neill (1873-1932), vulgarmente conhecida como Maria O’Neill, foi uma escritora, poetisa e jornalista lisboeta. Nimbos, o seu primeiro livro de poesia, foi publicado em 1908, com prefácios de Bulhão Pato e José de Sousa Monteiro. Escreveu com regularidade para periódicos da época — Brasil-Portugal, Alma Feminina, Ilustração Portuguesa e Serões são alguns exemplos — e dirigiu o popular Almanaque das Senhoras entre 1911 e 1925. Dedicou-se também ao público mais jovem, contribuindo para o desenvolvimento da literatura infanto-juvenil em Portugal através da colecção «Biblioteca para a Infância», para a qual escreveu 17 volumes, elegantemente ilustrados por Joaquim Guilherme Santos Silva. Traduziu ainda obras de autores estrangeiros como A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas (Filho). Oradora eloquente, participou em conferências nacionais e internacionais relacionadas com o feminismo, o abolicionismo e o espiritismo. Faleceu a bordo do paquete alemão General Osório, numa viagem de regresso do Brasil, e foi sepultada no mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.