Orçamento Participativo de Portugal: Elivro – plataforma nacional de leitura digital

Está aberto, desde o dia 11 de Junho, o período de votação do Orçamento Participativo de Portugal. À semelhança do que aconteceu no ano passado, aproveitamos para destacar uma proposta da área da cultura, nomeadamente o projecto Elivro, que visa a criação de uma plataforma nacional de empréstimo de eBooks:

As bibliotecas públicas têm um papel fundamental no desenvolvimento cultural dos indivíduos. Propõe-se que seja disponibilizada uma plataforma nacional de serviço online de empréstimo de títulos atuais de publicações monográficas em formato digital/ebook.
 
Esta nova plataforma tem como principal objetivo apelar à leitura, num ambiente confortável e não limitado a espaços físicos. O cidadão que deseje ler, deve poder fazê-lo no seu espaço e tempo de conforto. Livre para ler onde quiser. Esta plataforma nacional de empréstimos de ebooks ainda não existe oficialmente em Portugal. Porém, a economia digital tem de evoluir para novos paradigmas e posicionar-se dentro daquele que é o interesse nacional. Assim, havendo uma mediação especializada na leitura digital, acessível e democrática, muito serviria os interesses dos cidadãos nos diferentes grupos etários.
 
O serviço de empréstimo deverá ser tendencialmente gratuito, sendo essencial que o serviço de empréstimo de ebooks possibilite ao cidadão leitor aceder de uma forma fácil, rápida e prática aos conteúdos existentes na plataforma, a partir de um aparelho ligado a uma rede de internet sem fios em qualquer lugar do território nacional. As bibliotecas diante deste novo serviço, deverão disponibilizar ao cidadão um conjunto de tablets ou de ereaders que possam emprestar ao domicílio, por requisição prévia à biblioteca.
Pretende-se que este serviço promova e aumente os níveis de leitura em Portugal e por região, num acesso mais democrático à leitura digital, promovendo o conhecimento.

A Associação Portuguesa de Bibliotecários Arquivistas e Documentalistas publicou também uma lista com outras propostas interessantes e que pode ser consultada aqui.

O período de votação termina a 30 de Setembro. O voto pode ser efectuado através do portal do OPP ou via SMS (gratuito), tendo cada cidadão direito a dois votos, um para projectos de âmbito territorial e um para projectos de âmbito nacional.