Projecto Adamastor

Imprensa Nacional lança «Mensagem» em audiolivro

A Imprensa Nacional inaugurou o seu catálogo de audiolivros com o lançamento de Mensagem, de Fernando Pessoa. Para este ano está ainda prevista a disponibilização de Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco, e O Mandarim, de Eça de Queirós:

É com os 44 poemas de Mensagem, de Fernando Pessoa, que a Imprensa Nacional inaugura uma nova coleção de audiolivros dedicada a grandes clássicos da Literatura Portuguesa. Uma coleção que conta com coordenação de Jorge Reis-Sá.
 
Foi através do movimento Portugal entra em Cena, surgido para dar resposta à crise na área da Cultura provocada pela pandemia do COVID-19, e materializado numa plataforma digital onde as empresas públicas e privadas podem lançar desafios, ver artistas responder com ideias concretas e investir neles, que a Imprensa Nacional selecionou, por entre dezenas de candidaturas, a voz deste audiolivro: Luísa Fidalgo. A assistência técnica é de Luís Montenegro.
 
De recordar que Mensagem foi o único livro de poemas em português que Fernando Pessoa publicou em vida. A obra iniciada em 1913 foi terminada em 1934. Ou seja, Pessoa demorou cerca de vinte e um anos a terminá-la. Sabe-se também que Mensagem não foi o título inicialmente escolhido por Pessoa. Inicialmente tinha em mente o título Gládio. Mais tarde, Pessoa pensou ainda em dar outro título à obra: Portugal. Mensagem foi assim uma terceira e definitiva escolha.