8.ª edição do LeV – Literatura em Viagem

LEV

A 8.ª edição do festival literário LeV — Literatura em Viagem, que se realiza em Matosinhos entre os dias 9 e 11 de maio, vai propiciar o debate sobre as várias geografias em que a literatura se move. Pelo edifício da Biblioteca Municipal Florbela Espanca vão passar três dezenas de autores de língua portuguesa.
Este ano o LeV decidiu apostar num registo mais intimista, transformando as suas habituais mesas de debate em diálogos mais curtos e intensos.
 
A história, a identidade, as ideias, o quotidiano, são alguns dos muitos cenários onde se constrói o nosso património literário, pelo que o LeV decidiu juntar especialistas em ciência, cinema, história ou música para dialogar com autores lusófonos.
 
Num festival em que se pretende viajar pela transdisciplinaridade da literatura, a conferência de abertura, na noite de dia 9 (sexta-feira), pelas 21.30, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos, será protagonizada pelo ex-primeiro ministro José Sócrates. Os limites da palavra e do poder serão pontos de passagem de uma intervenção que se antevê marcante.
 
Nove mesas e mais de 30 convidados
Agendadas para sábado e domingo estão oito mesas de debate e uma mesa de encerramento. Os autores convidados serão desafiados a cartografar o quotidiano, o corpo, a identidade, as ideias, a história, a linguagem, até a própria literatura e viagem. Os debates serão protagonizados por Eduardo Lourenço, Carlos Fiolhais, Rui Ramos, António-Pedro Vasconcelos, Mafalda Veiga, Pedro Mexia, Miguel Araújo Jorge, Maria do Rosário Pedreira e Luís Miguel Rocha, entre muitos outros.
 
Homenagem a José Rentes de Carvalho
Esta edição do LeV será ainda marcada por uma homenagem a José Rentes de Carvalho, no dia 10, pelas 21.30. Francisco José Viegas, Carlos Nogueira e Bruno Vieira Amaral vão ajudar a conhecer melhor o autor de «Ernestina».
 
LeVzinho leva autores às escolas
A pensar nos mais novos, o festival preparou o LeVzinho, com visitas dos escritores a escolas. Adélia Carvalho, José Pires e Manuela Ribeiro vão contagiar os jovens leitores com o entusiasmo da leitura.
 
Lançamento de «A Janela de Saramago» e exposição de fotografia
«Lanzarote, a janela de Saramago» é o nome da exposição assinada por João Francisco Vilhena que vai estar patente na Galeria Municipal de Matosinhos. O trabalho fotográfico, que deu origem ao livro «A Janela de Saramago», é editado pela Porto Editora e será lançado pelas 12.00 do dia 10 de maio, com a presença de Pilar del Río.

A programação completa do evento pode ser consultada no seguinte dossiê de imprensa:
 
[gview file=”http://projectoadamastor.org/wp-content/uploads/2014/04/Literatura-em-Viagem-2014-Dossiê-de-imprensa.pdf”]

Tagged on: